A MOSTARDA NO NARIZ


A mostarda no Nariz...

Como tudo começou


Tudo se passava na cozinha da Minha Avó. Recordo-me de fazer os trabalhos de casa sentada à mesa da cozinha, enquanto a via atarefada de roda dos tachos e panelas. Lembro-me como se tivesse acabado agora de comer, dos pães (feitos por si) com manteiga, polvilhados de açúcar amarelo ou com manteiga e geleia de marmelo que me dava para o lanche (um dia colocarei a receita da sua marmelada e da geleia).
E o cheiro.... Meu Deus, não há cheiro como aquele. Do café acabado de fazer numa cafeteira de alumínio, que depois coava naqueles filtros de tecido e deitava numa caneca com leite de vaca acabado de ferver (que ficava com aquela película de nata por cima, que eu não gostava nada e lhe pedia sempre para tirar e ela dizia que era o que sabia melhor), enquanto os bolos ou biscoitos coziam no forno e deitavam aquele cheirinho guloso de cozinha de avó.
Já estou com água na boca só de me lembrar...


Primeiro post d'A Mostarda no Nariz


Mas, neste primeiro post d'A Mostarda no Nariz, não será de bolos nem biscoitos que iremos falar.
Na casa da minha Avó o bacalhau era um luxo guardado para alturas especiais, Um luxo que não se podia desperdiçar de modo algum. 


A tradição manteve-se... na noite da Consoada o jantar foi bacalhau cozido com couve portuguesa, cenoura e batata. E como também é tradição sobrou... muito!
Umas vezes aproveitavam-se as sobras para fazer "Roupa Velha", outras umas belas Pataniscas de Bacalhau. E é destas últimas que vos vou falar, já que foram o nosso jantar de dia 26 de Dezembro.

Ora, estas não são umas Pataniscas quaisquer.... são aquelas fofinhas, tipo sonho. Maravilhosas, é o que vos posso dizer. Até consegui pôr o meu filho a comer bacalhau :D



amostardanonariz
Arroz de Tomate

Acompanhei com um arroz de tomate e salteei os legumes. Deixo-vos para já com as fotografias. A receita virá um pouquinho mais tarde.



amostardanonariz
Pataniscas de Bacalhau

Comentários

Mensagens populares deste blogue

SALADA PRIMAVERA

PANQUECAS DE TAPIOCA E BANANA (só com 3 ingredientes)

EMPADÃO DE CARNE DA MINHA MÃE